FERRAMENTAS PARA ESCALADAS DE SUCESSO: WEBDESIGN

/ FERRAMENTAS PARA ESCALADAS DE SUCESSO: WEBDESIGN

terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

  FERRAMENTAS PARA ESCALADAS DE SUCESSO: WEBDESIGN

O webdesign é a área da comunicação que tem como foco o desenvolvimento de projetos para a web, como sites e aplicativos, onde vamos analisar quais os pontos relevantes para a sua marca estar de acordo com o seu target e ser um canal assertivo e de impacto para a comunicação da empresa.

Um site para ser bom precisa seguir uma série de recomendações do próprio Google para que não seja punido e, consequentemente, deixe de ser mostrado na maior ferramenta de busca online da atualidade.

Mas você sabe quais pontos são esses? Vamos contar um pouco sobre eles aqui:

1. Domínio próprio e URL amigável

O domínio é requisito básico para o site ser bom. É aquela palavra que fica no centro da URL (www.montanea.com.br) que vai facilitar a memorização do seu site, o entendimento rápido sobre o que se trata e também pode ser utilizado como estratégia para uma ação específica, por exemplo: www.querofazerumsiteagora.com.br.

Uma URL amigável facilita a memorização e otimiza os buscadores para compreender com mais facilidade o que o usuário está buscando e mostrar as suas páginas para ele. Por isso vale criar páginas específicas para cada seção.

2. Ter um blog

A criação do site é o primeiro passo para a presença online, mas isso não garante que ele seja visitado e muito menos que seja uma ferramenta de resultados para as empresas.

Para facilitar a otimização deste canal, a criação de blog se faz essencial por dois motivos:

- Credibilidade e autoridade no assunto: com a produção de conteúdos mais aprofundados sobre os temas, você educa a audiência e mostra todo o seu potencial intelectual sobre determinado assunto, criando assim autoridade e confiança de que você sabe sobre o que está falando.

- Otimização no ranking de buscas: incluir SEO (Search Engine Optimization) no seu blog é fundamental porque estes textos costumam ter mais links indexados pelos buscadores. Consequentemente, eles estão em melhores posições nos mecanismos de busca. O SEO com certeza é uma das práticas mais recomendadas atualmente.

3. Informações de contato acessíveis

Facilitar o acesso às informações vai ajudar o internauta a ter melhor navegabilidade no seu site. Uma área específica falando sobre a empresa, com os contatos diretos, endereço e, se possível, um mapa ajudarão nessa missão.

4. SEO

Já falamos um pouco acima sobre essa estratégia de otimização de conteúdo dentro dos textos de blog, mas agora como ela funciona dentro do site?

Com a aplicação de tags, metatags, palavras-chave nos títulos e nas páginas o tráfego do seu site com certeza terá resultados positivos. O SEO pode ser aplicado de duas formas:

Onpage: indexados dentro da mesma página, como palavras-chave nos títulos e conteúdos do site e aplicação de tags e metatags nas páginas.

Offpage: são indexados em conteúdos fora da página, como o exemplo de blog citado antes.

5. Integração com redes sociais

Novamente buscando facilitar o acesso do internauta às informações da empresa, os botões de redirecionamento para as redes sociais se fazem necessários para que o futuro cliente conheça um pouco mais sobre o que você faz, seu dia a dia e quais informações você compartilha nas suas redes.

6. Layout atual

Para assegurar a credibilidade e confiança de quem navega pelo seu site, ter um layout moderno e atualizado é essencial. “Se o seu site parou no tempo, será que o serviço/produto está na mesma situação?”. Essa é a pergunta que o usuário fará se encontrar um site desatualizado.

7. Responsividade

O fato de que o layout do site precisa ser moderno, atualizado e de fácil navegação para proporcional melhor navegabilidade para o usuário é indiscutível, mas ele ser um ótimo site para dispositivos desktop apenas já o colocam com um fator bem negativo. Ter um site responsivo, ou seja, adaptado para navegação mobile, é uma necessidade que as empresas ignoram quando compram templates prontos de sites engessados.

Lembra que falamos antes sobre punições do Google? Pois é, o fator “responsividade” é um deles.

8. Performance

Não adianta o seu site ter um visual atraente se a página demorar para carregar ao ponto de ficar inacessível. A internet tem como principal ponto positivo “poupar tempo” das pessoas, ou seja, não desperdice o tempo do usuário, caso contrário, ele desistirá do seu site.

Segundo levantamento do Google, a média de carregamento das páginas em dispositivos móveis ? cada vez mais essencial na jornada de compra ? é de 15 segundos. Esse tempo parece uma eternidade diante da constatação de que 53% dos visitantes mobile abandonam um site quando ele demora mais que 3 segundos para carregar.

9. Integração com Google Analytics

O Google Analytics é hoje a principal ferramenta gratuita para monitoramento dos acessos a um site, blog ou e-commerce.

Além de fornecer dezenas de métricas sobre visitantes, fontes e tráfego das páginas, por exemplo, ele é capaz de ajudá-lo a compreender o comportamento de navegação dos seus usuários.

É a partir desse entendimento que você poderá converter visitantes em leads, realizar vendas e, claro, fidelizar seu público.

 

E aí, será que o site da sua empresa atende a todos estes requisitos?

Na Montanea a gente tem as ferramentas para ajudar a tua empresa na escalada rumo ao topo.

Vamos escalar juntos?

Compartilhe.